Você já planejou os treinamentos da sua empresa para este ano? Não se preocupe, a DMT te ajuda!

Você já planejou os treinamentos da sua empresa para este ano? Não se preocupe, a DMT te ajuda!

De acordo com estudos das maiores escolas de economia do país [https://glo.bo/2EwScjf] e do próprio governo [http://bit.ly/2kkiFJV], vários setores tendem a crescer bastante em 2018, e os sinais de aquecimento de mercado já no primeiro mês do ano são as provas vivas disso. Por isso, mais do que nunca, é preciso preparar líderes e colaboradores para as oportunidades que já começaram a aparecer.

 

De olho nisso, a DMT Consulting, ao lado dos melhores facilitadores do país, construiu um passo a passo para ajudar os profissionais de RH a preparar um treinamento para o seu negócio:

1 – Definir o Cenário e o Objetivo

 A primeira projeção precisa mensurar os problemas atuais e, posteriormente, projetar onde a empresa precisa se desenvolver para chegar ao seu objetivo final. 

Ex: O meu negócio está crescendo exponencialmente, mas as minhas lideranças não tem expertise para gerir as equipes maiores. Por isso, preciso capacitar os meus líderes para um gestão mais capacitada até o fim de 2018.

2 – Visualizar os Problemas

“Em suma, saber onde está o erro é meio caminho andado para achar a solução”

Com o objetivo traçado, é preciso revelar os dilemas e barreiras que vem impedido o sucesso de sua meta. Sem conseguir ver os problemas, fica praticamente impossível traçar planos que possivelmente venha a facilitar ou driblar tais impasses. 

3 – Definir Público

Esse é um ponto crucial. Afinal, a entrega final de um treinamento só atinge a maestria se for realizada com o público certo – aquele que de fato precisa ser desenvolvido.

Ex: Coordenadores e gestores de uma grande empresa de transporte – que precisam aperfeiçoar suas habilidades de comunicação e feedback para se tornarem mais assertivos diante de seus liderados.

 

4 – Quem vai treiná-los?

O facilitador é sem sombra de dúvidas a peça fundamental para fazer a ponte entre o colaborador e o seu desenvolvimento. Por isso, ter um nome com experiência comprovada no mercado dentro do seu negócio é essencial para qualquer tipo de mudança corporativa.

Ao lado desse facilitador (o responsável por ministrar o treinamento), o profissional de RH precisa definir a metodologia (temas e ferramentas que serão utilizados), custos e carga horária a fim de se adequar ao que melhor corresponde às suas necessidades.

Obs: Não se esqueçam de AGREGAR VALOR!

 

Os colaboradores precisam entender o que irão aprender e por qual motivo. Profissionais querem enxergar valor real em direcionar parte de seu tempo para aprender – e também é importante que percebam qual o resultado esperado. Para que seus colaboradores se sintam donos do processo de aprendizagem, eles precisam ser parte do processo de desenvolvimento dessas ações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *